Deixa disso

4 de dezembro de 2009
Nando Pax

Não me recordo de muitos detalhes sobre essa composição. Tinha uns 17 anos e ainda estudava violão com o Maestro Edval Andrade. Graças a ele escutei muita bossa nova e peguei gosto pela coisa.

Um dia, depois de uma aula, ele me apresentou este arranjo que ainda não tinha letra. No dia seguinte, levei a letra para ele inspirada em uma experiência romântica que vivia na época.

Com influências de Tom Jobim, João Gilberto, principalmente Chico Buarque misturado com a genialidade do Maestro Edival, assim surge “Deixa Disso“.

Como ficaria na sua interpretação?

Até a próxima composição.
Nando Pax

Deixa disso
Letra: Nando Pax
Arranjo: Edval Andrade

INTRO: 3x(C7+ G7/13 C7/9 F7+) -> C7+ G7/13 G7

[ PARTE I
C7+ Esperar por quê? C#º Se o bem querer já existe Dm7 G7 C7+ G7/13 G7 Dificultar o que é simples. C7+ Tempo apagada a chama C#º Por acaso incandeceu Dm7 G7 C7+ G7/13 G7 E tudo que era meu tornou-se seu C7+ Até o mais interno C#º Secreto e puro desejo Dm7 D#º Que um dia rabisquei, Em7 A7 Tive medo, só imaginei Dm7 G7 C7+ C7/9 Cº Está aqui e agora o que vou fazer? Eu não sei [ REFRÂO F7+ Fm6 Em7 A7 Só quero fazer você sorrir Dm7 G7 C7+ Cº E te ensinar tudo que eu aprendi F7+ Fm6 Em7 A7 Porque o nosso amor não pode ser? Dm7 G7 C7+ Cº Custa tentar não temos nada a perder F7+ Fm6 Em7 A7 Vou te dar o meu melhor Dm7 G7 Todos seus traços eu sei de cor. [ REPETE INTRO [ PARTE II C7+ Resolvi correr este perigo C#º Desde o começo Dm7 G7 C7+ G7/13 G7 Deveria ter parado eu reconheço. C7+ Mas desta vez não pude C#º Manipular meu coração Dm7 G7 C7+ G7/13 G7 Eu queria mas não podia tinha um "sobre-tom" C7+ Que não deixava livre o caminho C#º Triste realidade Dm7 D#º Dificultava, longe deixava Em7 A7 Eu conquistar a sua paixão. Dm7 G7 C7+ C7/9 Cº Não acredito e agora o que vou fazer? Eu não sei [ REPETE REFRÃO [ REPETE INTRO C7+ Mesmo com todas barreiras e seus conflitos. C#º Houve contato Dm7 D#º De fato eu sei Em7 A7 Foi um barato, eu amei Dm7 G7 C7+ C7/9 Cº Você me beijou quando eu te beijei. [ REPETE REFRÃO [ REPETE INTRO

Como sofri no colégio. Tudo o que acontecia de errado era eu! Mas graças a minha psicóloga Dra. Loide, consegui enxergar que todos os problemas que passei e que passaria, serviriam para meu crescimento pessoal. Foi dito e feito.

O problema é que quando se tem idéias novas, que divergem do senso comum, geralmente se é taxado como louco. Quantos gênios foram rotulados assim?

Não que eu seja um gênio, mas, certamente, tinha uma capacidade um pouco acima da média dos garotos da minha idade. Interessava-me por assuntos diversos, atualidades, economia, poesia, música e só conseguia me relacionar bem com pessoas mais velhas do que eu.

Para mim sempre foi tudo ou nada. De que me serviria ter um bom salário, se teria que acordar cedo todos os dias da minha vida para fazer algo com uma remuneração abaixo das minhas expectativas?

Se você é uma águia, tem que voar. O meu descontentamento com a mediocridade do mundo à minha volta deu origem a música “Eles que são Loucos”, eu não!

Nada como um bom blues para dar ritmo a tanta revolta!

Como ficaria na sua interpretação?

Até a próxima composição.
Nando Pax

ELES QUE SÃO LOUCOS
Letra, Arranjo, Violão e Vozes: Nando Pax
Tom: Bm

[ PARTE I
       Bm9    A9   F#7         Bm9        A9     F#7
Posso até parecer louco, porém muito tenho a dizer
  Bm9  A9  F#7        Bm9   A9   F#7
Coisas existem que só eu posso fazer
    Cm#9    Bm9   G#7           Cm#9 Bm7     G#7
Se estou parado agora, na hora certa  vamos ver.
     Cm#9     Bm9   G#7  Cm#9    Bm7     G#7  F#7 E7
Por pouco, prefiro nada, vamos nos entreter.

[ REFRÃO
Bm9          E7/9
Eles que são loucos...
Bm9             E7/9
Eles que dormem pouco... ah ah ah
Bm9             E7/9 
Querem me mudar, 
           A7           
Talvez não possam, conseguir. 

[ SOLO
         Bm9    A9   F#7         Bm9        A9     F#7

[ PARTE II

       Bm9       A9   F#7              Bm9   A9     F#7
Já estive em muitos lugares, muitas estórias escutei
      Bm9    A9           F#7            Bm9 A9     F#7
Se não fosse a lincensa poética, o que seria do português?
    Cm#9    Bm9   G#7           Cm#9 Bm7  G#7
Cuidado com o sistema, pra ele não te engolir...
     Cm#9 Bm9   G#7  Cm#9    Bm7     G#7  F#7 E7
Não seja  mais um... Tente se sobresair

[ REPETE REFRÃO 2X

Quer gravar esta música? Envie um e-mail para [email protected] ou comente deixando seus contatos.

Deixe uma resposta

Required fields are marked *